Buscar
  • SINASEFE BAMBUÍ

SINASEFE divulga tabelas com perdas salariais estimadas de docentes e técnicos na última década

Às vésperas do Natal, Bolsonaro concedeu reajuste para a Polícia Federal (PF) por motivos eleitoreiros e ignorou todas as demais categorias do serviço público federal, que estão com salários congelados e sendo corroídos pela inflação há vários anos.



Em virtude disso, o SINASEFE (junto com o Fonasefe) iniciou uma mobilização para lutar por reajuste e recomposição salarial para os servidores da nossa base: docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica.



Cálculo das perdas




A primeira providência que tomamos quando resolvemos calcular as perdas salarias dos servidores da nossa base foi a de definir o marco temporal. Desde a Greve Unificada do Funcionalismo Federal de 2012, o SINASEFE utiliza como referência o último reajuste concedido pelo segundo governo Lula (2007-2010), em julho de 2010. Portanto, as perdas salarias aqui calculadas são referentes ao período de 01/07/2010 a 31/12/2021.



Durante esse período (exatos dez anos e meio), os servidores da base do nosso sindicato tiveram reajustes diferentes, por isso as perdas são diferentes.



A carreira do PCCTAE (lei 11.091/2005) teve, no período calculado, reajustes lineares, o que facilita o cálculo das perdas salariais, pois ela é única para todos e todas.



Já a carreira do EBTT (lei 12.772/2012) teve, no período calculado, reajustes diferenciados, a depender da posição de cada servidor na tabela salarial da categoria, o que resultou em perdas diferenciadas para cada posição. Por isso, fizemos os cálculos das perdas salarias para cada posição da tabela.



Outra importante definição para o cálculo das perdas salarias é a definição do índice que será utilizado para calcular a inflação. Neste caso, utilizaremos o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que é o índice oficial para medição inflacionária do nosso país.



Os cálculos foram feitos por David Lobão, coordenador geral do SINASEFE e professor de matemática do IFPB.



Inflação acumulada (01/07/2010 a 31/12/2021)







* O mês de dezembro de 2021 foi previsto uma inflação de 1% (ainda não temos a oficial)



A inflação acumulada de 01/07/2010 a 31/12/2021 é de 95,55%.



Reajustes PCCTAE (01/07/2010 a 31/12/2021)







As perdas salariais na carreira do PCCTAE de 01/07/2010 a 31/12/2021 são de 52,5%.



Cálculo para a carreira EBTT



O cálculo das perdas salarias da carreira do EBTT possui certas peculiaridades, pois vários reajustes foram conquistados, de forma diferenciada, para cada posição da tabela salarial da carreira no período de 01/07/2010 a 31/12/2021, causando perdas diferentes para cada posição.



Vamos considerar o reajuste acumulado no período, pulando assim a etapa de fazer uma apresentação das perdas salariais para cada reajuste conquistado.



Esse método em nada afetará no resultado de apresentarmos as perdas salarias para cada posição da tabela no período pesquisado.



Reajustes EBTT (01/07/2010 a 31/12/2021)







Reajustes EBTT para Dedicação Exclusiva (01/07/2010 a 31/12/2021)







Perdas salariais EBTT para Dedicação Exclusiva (01/07/2010 a 31/12/2021)








29 visualizações0 comentário